Image Map

30/04/2018

Você deixou de ser um cara do meu interesse


Percebi que já não era mais o nosso tempo quando passei a ignorar tudo o que remetia a você. Quando nossos amigos em comum vinham com a intenção de noticiar algo seu, eu logo esquivava e mudava de assunto para algo que realmente me fizesse bem e fosse do meu interesse.


O primeiro indício, foi esse. Você deixou de ser um cara do meu interesse.

As mensagens foram ignoradas com sucesso e, as ligações que você fez pro meu telefone pararam na caixa das não atendidas, depois, coloquei em bloqueio automático e parei de gastar meu tempo as recusando manualmente. Não vou dizer que não foi estranho estar perto de você e nem um fio de cabelo meu se arrepiar. Foi estranho, muito estranho.

Mas depois foi libertador, perceber que sua presença já não me causava inércia. 

O aroma do perfume que você usa, que era o meu preferido, se eu sinto hoje ele em alguém inevitavelmente eu faço careta. Eu já não gosto de senti-lo e de longe ele seria o meu preferido atualmente. Não sei se foi meu gosto que mudou ou se me tornei repulsiva a tudo que tenha a ver com você. 

Sei lá, mudei.

Se você tentar conversar comigo, acho que nem um "bom dia" eu consigo dizer mais. Já não faz mais um pingo de diferença dialogar com você ou não. E olha, que ouvir sua voz era uma das coisas que eu mais gostava. Acompanhar o que vive, posta ou as ideias que defende?

Não é nada pessoal(você sabe que é ) mas, tenho coisa mais produtiva a fazer. E não leve mal se elas não incluem você. 

Nunca será vingança, por mais que você acabe por entender assim. É que é passado, compreende? Você, nós e a garota que eu era. Só fui trouxa uma vez e mesmo assim, porque é necessário uma experiência para aprender a nunca repetir o erro. Caso contrário, eu não teria sido nenhuma vez. 

Mas por outro lado, a solidão é uma boa companheira sua, não? Então, sirva-se bem com ela. De qualquer forma, nunca voltarei a ser uma pessoa na plateia da sua vida, pra te acompanhar. 

2 comentários:

  1. Oi, Tudo bem?
    Realmente, no começo é meio estranho, a gente ainda sente aquele arrepio mas, uma hora aquela pessoa deixa de ser do nosso interesse, acredito que isso acontece mesmo porque nós mudamos( e ainda bem que mudamos) e aprendemos com os nosso erros! Adorei o texto! bjss!
    https://thedesencantada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por ler o post, espero que tenha gostado. Deixe o link do seu blog para retribuir a visita.Venha mais vezes por aqui, vai ser um prazer ter você como leitor(a).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Sonhos na bolsa © 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayná Soares.
Desenvolvido por:
imagem-logo