Image Map

05/07/2016

É sem importância... até que aconteça com você!





Aquela típica ideia: o problema é do outro, ele que resolva. Até quanto vamos ser assim?
Não é  para você abraçar o mundo, ou deixar de viver querendo tapar os buracos da vida dos outros, nem que se torne o salvador da pátria. Mas o assunto é você se tornar mais humano, isso não é pedir muito ou é algo que você não consiga fazer.


Se sua vida estiver bem, se em sua mesa não falta o alimento, se não é um ente querido seu que ocupa um leito de hospital, se não são suas contas que estão prestes a serem cortadas, se não é o seu coração e sua mente que não conseguem descansar à noite por saber que o dia seguinte é mais incerto do que o de qualquer outro, é bem provável que você não vá se importar se alguém, talvez um vizinho seu, esteja passando por isso. Infelizmente é do instinto humano ser egoísta, mesquinho e não conseguir enxergar além do alcance dos próprios olhos.

A dor que o outro sente não se torna menor apenas porque não dói em você. O mundo anda escasso de pessoas que sabem que não faz mal algum ou se tornarão menos ricas, apenas por estender a mão para aquele que precisa. Tantos com fartura outros sem nem ao menos terem o que comer e tudo isso passa da forma mais banal do universo. A questão é que fomos, talvez não todos porque em todo caso há exceções, criados para sermos pessoas que se confortam ao saber que a própria vida está bem e não faz a mínima questão de olhar para os lados e entender que nem todo mundo tem a mesma “sorte”. Saber reconhecer que o mundo é extremamente gigante e por isso traz em cada canto uma história diferente, com certeza faria de nós, meros humanos, pessoas que  honrariam a palavra humanidade. Se o número que ajudas fossem maior que o número de recusas, imagina quantos sorrisos estariam expostos por aí?

A frieza de alguns assusta de um jeito que você passa a crer que tudo está sem solução, que o mundo virou uma guerra e que vença o melhor. Para quê tudo isso, não é mesmo? É certo, que você não vai entender a dor de quem perde alguém, de quem não está com a vida tão bem resolvida como a sua, que você não vá compreender que o mundo que se apresenta fora da sua casa e da sua realidade, é muito pior do que nos seus pesadelos. É claro que não importa, não é com você, né?

NÃO! Não deveria ser assim. É claro que importa, é óbvio que não tem motivos para você ignorar tanta coisa que acontece bem embaixo do seu nariz e que você poderia com um pouco, não digo muito, ajudar. Há coisas que estão ao nosso alcance e mesmo assim só para dar a bela desculpa, não sei para quem, de que: “eu não pude fazer nada.” Você acaba por não mover nem um palha. É fácil falar, difícil e horrível é estar na pele de quem sente todo esse desprezo.

Só não se assuste caso alguém faça o mesmo com você quando você mais precisar. Lembre-se de que você já fez parte dessa maioria que simplesmente ignorava. Caso seja ignorado, tenta pelo menos tirar uma lição de que se a vida sorrir para você de novo, vai ser capaz de ajudar quem não tem tanto quanto você. E quando for com você, quem sabe assim entende que não deve nunca fazer isso com alguém. Já que o ser humano tem dessas de só perceber como é realmente alguma coisa, quando acontece com ele. Porque você sabe, o mundo dá voltas e nem sempre temos o prazer de estar por cima. Não faça de tapete quem não está no mesmo patamar que você. Nós pisamos no chão, não nas pessoas.

Deixem seus comentários!

Fiquem com Deus e até mais!

6 comentários:

  1. O mundo precisa de mais empatia e menos egoísmo. Percebo o quanto essas palavras são verdadeiras quando paro para analisar as pessoas ao meu redor, e até mesmo a minha própria pessoa. É triste perceber o quanto estamos ligados apenas no nosso mundinho e esquecemos de todo o resto do mundão que está a nossa volta!
    Belo texto, belas palavras!

    www.verifiqueapagina.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Jennifer, com certeza. O texto não foi baseado apenas para quem ler passar a ver essas coisas acontecendo em sua volta, mas assim como você lembrou, percebermos isso em nós mesmos. Afinal, mudamos nossas atitudes para assim inspirarmos os outros a mudarem.

      Muito obrigada pelos comentários que deixou no meu blog, todos eles me fizeram muito feliz.

      Beijos!

      Excluir
  2. Gostei muito!
    Tantas e tantas vezes vamos acabar por nos esquecer do que é ser-se humano e ainda assim, é como tal que nos consideramos. Talvez, por vezes seja melhor fazer uma pausa mental para refletir no quanto humanos seremos na realidade!

    http://simplesmenteeuumcomummortal.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Sem palavras... Texto maravilhoso!

    Beijinhos,

    http://poetizou.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Tenho pensado e falado muito de empatia, e não há empatia mais importante que aquela em relação aos sentimentos alheios. A célebre frase "pimenta no olho dos outros é refresco" nunca foi tão aplicável... Beijos!
    Blog Vintee5 | Canal Vintee5

    ResponderExcluir
  5. Estou passando para agradecer o apoio que recebi e pedir desculpas por sumir tanto tempo. Estou tentando voltar aos poucos.
    Um beijo enorme! Sucesso!

    www.chadefirulas.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por ler o post, espero que tenha gostado. Deixe o link do seu blog para retribuir a visita.Venha mais vezes por aqui, vai ser um prazer ter você como leitor(a).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Sonhos na bolsa © 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayná Soares.
Desenvolvido por:
imagem-logo