Image Map

12/06/2016

Você amou quem pensou que eu fosse, não quem eu era.



Eu lembrarei sempre de você, não que eu ainda te ame, mas é que preciso me lembrar como você era para saber perfeitamente bem o que não procurar em outro alguém. Você virou o exemplo que eu não quero encontrar em ninguém, me mantenho longe de pessoas que possam ter os traços semelhantes aos seus, timbre parecido e as mesmas piadas idiotas, que ninguém achava graça, apenas eu. Tenho medo de que eles se pareçam em mais coisas com você, tipo, a sua personalidade que tanto me assombrou no tempo em que fomos um casal.


Preciso entender o que eu quero, saber se o restaurante onde fomos tantas vezes é definitivamente o meu preferido. Se ser sincera demais não é o que eu sempre quis ser, mas nunca pude, você me alertava que sinceridade demais afastavam as pessoas. Mas você não sabia que eu preferia ser fiel a quem sou ao invés de agradar meio mundo. Você nunca soube de nada direito, às vezes acredito que você namorou comigo mas não queria que eu fosse eu. Idealizou alguém, foi? Quem sabe tenha tido a vontade de criar em mim a figura de um amor do passado que recusou o seu amor. Se eu não participasse dessa história, com certeza, teria te aconselhado como uma pessoa que “vê as coisas de fora”, que antes de engatar um novo relacionamento tivesse se dado o tempo de esquecer o antigo.

Se eu pudesse, teria te alertado a não ir com tanta sede ao pote e acabar me magoando.

Lembra daquela vez que você gritou comigo no meio da rua por eu ter soltado um palavrão depois de ter tropeçado em um buraco e quase torcido meu pé? Se você não se recorda, refrescarei sua memória. Você disse as seguintes palavras:

“Não sei por que você diz essas coisas, sabe que eu não gosto! Parece uma grosseira agindo assim. Se fosse ela, nunca teria soltado um palavrão desses.”

Se eu fosse ela... se eu fosse ela também teria largado você. Assim, bem do jeitinho que ela fez.

Eu não sei quem é “ela”. Mas eu acredito que ela tenha se cansado das suas exigências e que você só se deu conta do estrago que fez, quando percebeu a quantidade de destroços que  resultou com o fim do relacionamento de vocês. Eu sei que você sofreu, te conheci nessa época e desde a primeira vez que eu te vi, me apaixonei. Deveria ter tomado mais cuidado e analisado antes a situação. Mas eu quis enxugar suas lágrimas e transformei em vilão a pessoa errada. Para mim era ela a pessoa insensível que partiu seu coração. Agora sei que se houveram lágrimas foi você quem as causou.

Eu fiz de tudo para não chegarmos a esse ponto, mas nós nunca mantivemos um real relacionamento. Eu fui Ana, Letícia, Bruna, Carla... fui todas, menos eu. Eu fui quem você imaginou, eu não fui quem sou. Sendo assim, você nunca vai poder dizer que eu fiz algo de ruim para você. Meu amor, você nem sabe como sou.

Você amou quem pensou que eu fosse, não quem eu era.

Recolho minhas coisas, saio da sua casa, da sua vida e do seu caminho. Não quero que no futuro você me encontre e possa dessa vez, se apaixonar por mim de verdade. Tenho pena de todas essas que você já amou e que te amaram de volta. Teve amor para você em mim. Mas o tempo há de me ajudar a recuperar.

E sobre eu não ter sido “ela”, tenho algo para dizer sobre isso: ainda bem!

Se eu que não fui eu para agradar você, sofri dessa forma em suas mãos, imagina o que “ela” sentiu quando percebeu todo o mal que você estava causando? Não queria estar na pele dessa pessoa que você magoou usando a desculpa de que era por amor. Sobre ser ela? Eu nunca fiz e nem farei questão de ser. Que você permaneça não sabendo me amar pelo o que sou. Sei que isso é o melhor que poderia me acontecer.

Deixem seus comentários.

Fiquem com Deus e até mais!

10 comentários:

  1. Eu adorei!
    Imagino esse jogo virando, imagino o arrependimento e a sua volta por cima. Comigo não aconteceu lá muito diferente. Talvez seja pior que o gosto do sofrimento, o sabor que a pessoa sente em descobrir que nós, de fato, somos melhores do que a pessoa idealizada que nunca existiu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nayandra!

      Sem dúvidas, a pessoa deve sentir bem mais quando percebe isso, que perdeu tempo idealizando outra pessoa em nós, enquanto nós como nós mesmo seríamos o melhor que ela poderia ter.

      Obrigada pela visita!

      Beijos!

      Excluir
  2. Que texto LINDOOOOO Thay! Você tem um dom maravilhoso para escrever! Amei! <3
    www.corujaloira.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!

      Super obrigada, Jacqueline! Fiquei feliz em ver você aqui.

      Obrigada pela visita. Beijos!

      Excluir
  3. Ai meu Deus, que coisa mais linda de ser ver. Sinceramente eu amei com todas minhas forças, cada palavra, sério, amei♥
    "Quem sabe tenha tido a vontade de criar em mim a figura de um amor do passado que recusou o seu amor." ARRASOUUUUUUUUUUUU!
    Beijão meu amor, amei tudo, parabéns!!!

    www.ricknegreiros.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rick!

      Que comentário mais lindooo! Muito obrigada, de coração.

      Grande beijo!

      Excluir
  4. Fiquei chocada com o fato do texto parecer exatamente um relacionamento que tive. Não há nada pior que alguém que vive te chamando atenção por agir de maneira natural, da maneira que você é. Esse tipo de relação é angustiante e fico feliz que eu tenha saído dela e por ter conseguido voltar a confiar na bondade das pessoas. Pessoas assim são tóxicas. Beijos!
    Blog Vintee5 | Canal Vintee5

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!

      Eu imagino como deve ser terrível ter ao seu lado alguém que sempre é o primeiro a criticar tudo o que você faz e é. Ninguém merece esse tipo de "companheirismo", a presença de pessoas assim é sem dúvidas, dispensável.

      Obrigada pela visita, beijos!

      Excluir

Obrigada por ler o post, espero que tenha gostado. Deixe o link do seu blog para retribuir a visita.Venha mais vezes por aqui, vai ser um prazer ter você como leitor(a).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Sonhos na bolsa © 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayná Soares.
Desenvolvido por:
imagem-logo