Image Map

05/04/2016

Por alguns minutos, pude flutuar e tocar as estrelas



Aparentemente eu não entendi bem a situação e muito menos você. Não entendi bem o fim e você ainda não digeriu que não precisa vir até minha casa semanalmente pedir desculpas e dizer que não queria me magoar. Não piora as coisas, não traz mais sofrimento. Cara, ainda não cicatrizou, pensa nisso, ok? Quem sabe assim você começa a raciocinar bem e de uma vez por todas não se mostre mais presente mesmo depois de se despedir e passar a certeza, de que não ia mais voltar.

Estou me readaptando. Mas assim, não é tão simples como nos livros. A lágrima não deixa de cair quando você vai embora, ao contrário, se intensifica a saudade e minha vontade de te puxar pelo braço e pedir outra chance, quase, eu digo quase, me faz esquecer que quem não quer mais é você. Imaginei que se jogasse tudo fora, àquelas lembranças materiais e físicas, ia facilitar o processo de desligamento desse amor. Mas nenhum papel, foto, recado, é mais intenso e persistente do que as lembranças e marcas que você deixou bem gravadas, na minha mente.

Acho que estou ficando louca quando sinto seu beijo mesmo que você não esteja aqui. Eu escuto o som da sua risada e começo a sorrir também, é automático todas essas emoções que você me faz sentir, e é intensa essa vontade de não te deixar virar momento ruim da minha vida.  Quis tanto esbarrar nessas ruas da vida com alguém que me fizesse perder o chão, fazer com que eu me sentisse bem, satisfeita, e você fez isso, porém fez tão bem que quando estava ao seu lado era como se pudesse flutuar e alcançar as estrelas. Mas como tudo no mundo, nada deve ser seu único ponto de apoio, e eu fiz com que tivesse esse papel na minha vida.

Assumo, admito e escancaro pro mundo e pra quem estiver disponível para ouvir, que eu estou numa vontade de recuperar aquele tempo, regressar se me dessem a chance e não te fazer me tirar o chão, ao contrário, fazer com que você mantivesse seus pés no chão junto comigo, de mãos dadas e caso eu perdesse o equilíbrio você me desse o suporte para me manter na linha novamente. Não queria ter limitado a sensação de me sentir plena apenas enquanto seus braços me envolviam, hoje, isso faz uma falta que você nem imagina.

Procuro estar melhor a cada dia, diante desse vazio que você deixou. Acredito que devo tentar viver só por algum tempo, aprendendo que não posso colocar ninguém acima de mim e entregar para tal pessoa a obrigação de me fazer feliz. 

Já teve um amor que te fez sentir assim? Divide com a gente! 

Deixem seus comentários.



Fiquem com Deus e até mais!

12 comentários:

  1. Lindo o seu texto e acho que exprime bem todo o sentimento de fim de relacionamentos.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Obrigada pelo comentário, venha mais vezes por aqui.

      Beijos!

      Excluir
  2. A-d-o-r-e-i :D
    Isso já aconteceu tantas vezes,não com um amor,mas com todas as pessoas,no geral,a gente acaba se apegando tanto e querendo que tal pessoa seja todo nosso apoio,que nos segure firme quando a gente tropeça,mas muitas vezes nos iludimos e em vez de bastarmos em nós,acabamos buscando ser completos em outro alguém.
    Muito bom mesmo :D
    PS:Já que você tá amando vou continuar comentando kkkk,como estou seguindo agora recebo todas as postagens novas no dia em que são publicadas e consigo comentar no mesmo dia :)
    Beijos ^.^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jennyfer você está coberta de razão! Não precisa ser necessariamente um amor, para que nos apeguemos assim. Qualquer pessoa que tenha um grande significado em nossas vidas acaba mesmo que sem querer, assumindo esse papel.

      Meu bem, pode comentar sempre que puder( mil vezes, pode ser? haha).

      Grande beijo!

      Excluir
  3. Amei o texto! Eu nunca cheguei a amar ninguém, só atração mesmo. Haha. Mas quem sabe um dia, né?

    Beijos flor!
    www.anneabreu.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe um dia? haha

      Obrigada pela visita.

      Grande beijo!

      Excluir
  4. Que fofura de blog, gostei do texto bem legal!
    Beijos! amei tudo <3
    Ellenchannelblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!

      Que coisa boa ler isso, fico tão feliz que tenha gostado do blog *-*

      Venha sempre por aqui.

      Grande beijo!

      Excluir
  5. Ah, amiga, isso super já aconteceu comigo! Não sei lidar com mudanças, tampouco com perdas. Você conseguiu traduzir muito bem essa mistura de sentimentos em palavras!

    Me chama de Bella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bella!

      Ah amiga, te entendo. Acho que nunca é fácil lidar com coisas que nos tiram do conforto, né?

      Grande beijo!

      Excluir
  6. Olha eu aqui!

    Tô agradecendo até agora por tu ter ido no meu blog, pois eu AMEI conhecer o teu. Que escrita linda! Caramba, tô admirada.

    Esse texto descreve totalmente meu momento atual, mesmo que seja ~triste~ e bom ler coisas que nos identificam, assim percebemos que não estamos sozinhos.

    Estarei te acompanhando, adorei aqui!

    Beijo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Débora!

      Que felicidade ver você aqui! Seu blog é lindo demais, e estou encantada por ele *-*

      Nunca estamos sozinhos, sempre há alguém que passa e pensa o mesmo que nós.

      Grande beijo e venha sempre por aqui, ok? haha

      Excluir

Obrigada por ler o post, espero que tenha gostado. Deixe o link do seu blog para retribuir a visita.Venha mais vezes por aqui, vai ser um prazer ter você como leitor(a).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Sonhos na bolsa © 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayná Soares.
Desenvolvido por:
imagem-logo