Image Map

26/03/2016

Quem é você? Não o conheço.



Você é previsível, sempre sei o  próximo passo que vai dar. Isso não é bom. Seria bom se essa facilidade de desvendar você me desse a possibilidade de ter orgulho do que irá fazer. Mas eu não tenho. Você sempre faz as coisas erradas, eu gosto de erros. Você sempre vai atrás dela mesmo que ela te desdenhe eternamente, deveria vir atrás de mim. Por isso me decepciono com o que faz, por esse motivo queria me afastar e não sentir como se cada batimento do meu coração dependesse estar perto do seu para isso acontecer. Desejaria, não amar você.

Parece um brinquedo, algo maleável, sem vida. Isso é você quando está com ela, depois que se apaixonou por ela... está indo cada vez mais longe nesse erro irremediável de amar com todas as forças, quem não merece. Você é ridículo, somos ridículos. Deixamos nossas vidas girarem em torno de pessoas que nem olham para nós. Você por ela, eu por você. Contraditório e cômico. Apaixonante e desesperador. Um precipício, um amor.

Te trata como um cachorrinho que ela adestra ao próprio gosto.

“Pega aquela bolinha!”  Você pega.

“Me ame como nunca!” Você ama.

“ Ignore qualquer opção de verdadeira felicidade que posso estar bem debaixo do seu nariz.” Você ignora. Me ignora.

Já desconheço o que sente por ela. Saudável? Não é! Nunca será saudável cegar-se diante de uma pessoa que todos percebem que não amam você. É doentio esse amor. Se esse sentimento fosse uma bebida, já se encontraria em coma alcoólico. Não soube dosar. Foi amando sem perceber que amor descontrolado não lhe fazia bem, esse amor nunca lhe fez bem. Que amor é esse que te afasta de quem te ama? Te leva pra longe de mim? A odeio. Sinto repulsa dessa pessoa que te tornou assim. Quero ela longe. Para te ter perto.  Peço que entenda, que não podemos mais ficar assim.

Abro mão de você, esse alguém que nunca tive mas que sempre foi tão meu. Vá para onde quiser, leve o que for seu, mas me deixe aqui. Me pertenço, logo, não irei te acompanhar nessa aventura. Embarque nessa sozinho e arque com as consequências, compre curativos porque vai precisar. Se está disposto a acabar com sua vida, faça isso só. Em momento algum esse foi meu plano de vida. Quero sorrir, amar novamente. Sei que aqui dentro ainda há espaço para a felicidade e que sou capaz de ser feliz sozinha.

Esse sentimento não te faz bem. Não me faz bem. Sentimos o mesmo tipo de amor, porém por pessoas diferentes. Se quer embriagar-se e perder a noção por ela, vá e faça! Mas eu não vou fazer o mesmo por você. Desisto aqui, pra mim já deu. Um bom guerreiro sabe quando a guerra termina. E sinceramente, já não aguento mais esse turbilhão de emoções negativas que tenho sentido. Viu o que eu disse? Eu disse que a odiava. Desde quando isso é bom?

Continuaria lutando por você se tivesse despertado em mim, coisas maravilhosas como o amor. Mas vejo que nunca te amei. Quando se ama, qualquer tipo de rancor fica para traz e se quer a felicidade do outro e também a própria. Você fez nascer em mim um lado triste, negativo, detestável. Preciso recomeçar.

 Quem é você? Não o conheço.

Esquecerei tudo o que me fez mal, começando por você.


E você aí do outro lado, o que pensa sobre o texto? Já esteve nessa situação, ou já foi esse alguém na vida de outra pessoa?

Deixem seus comentários.



Fiquem com Deus e até mais! 



6 comentários:

  1. Caramba Thayná,esse é um daqueles textos fortes,mas que só falam a verdade,tenho vontade de mandar para algumas pessoas sim,mas ok kkkkk
    Como você disse no texto "Um bom guerreiro sabe quando a guerra termina",por isso não podemos nos iludir com tal pessoa achando que nossa vida deve parar e girar em torno dela,isso é renegar a nós mesmos.
    Ameii :D
    Beijos ^.^
    www.littlewonderscrm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem vontade? Mande! hahaha, tô brincando, faça isso só se quiser, ok?
      Ninguém é ponto de referência de ninguém, e por isso que é possível nos desvencilharmos de coisas, pessoas, objetos, sem que isso nos condene a solidão.

      Beijos, e obrigada pela visita! *-*

      Excluir
  2. Oii! :)
    Adorei o texto. Talvez não do mesmo jeito, mas também já passei por isso. É terrível querer estar perto de alguém que por vezes nem percebe a sua presença ou mesmo não valoriza o esforço que você faz para estar ali. É triste, porque as vezes demoramos demais para perceber que é hora de desistir, de deixar para trás.
    É doloroso, mas é sempre a melhor escolha: ir atrás do que nos faz inteiramente feliz.

    Gostei demais do seu blog! :)
    Beijos
    www.dezoitoprimaveras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, é mesmo. É sempre muito difícil ver e aceitar que uma situação, uma relação já não é como pensamos e você tem que escolher, mas não sabe se o que vai escolher é o melhor. E por vezes tentamos muito mais do que era necessário e perdemos tempo com isso, sendo que poderíamos estar usando esse tempo para correr atrás do que realmente nos faz feliz.

      Muito obrigada pela visita, linda. Beijos!

      Excluir
  3. Que lindo o texto acho que todo mundo alguma vez na vida já passou por isso né?

    Beijos

    Aline
    http://comprasdemulheres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro! Quem nunca passou por alguma decepção? Como eu digo, quem não passou possivelmente vai passar, se não dessa forma como no texto, de outra.

      Obrigada pela visita, beijos!

      Excluir

Obrigada por ler o post, espero que tenha gostado. Deixe o link do seu blog para retribuir a visita.Venha mais vezes por aqui, vai ser um prazer ter você como leitor(a).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Sonhos na bolsa © 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayná Soares.
Desenvolvido por:
imagem-logo