Image Map

07/03/2016

Eu sou uma ótima companhia, principalmente pra mim



Deito e cubro-me com o edredom amassado que está por sobre minha cama. Coloco minha xícara com chocolate quente em cima do pequeno móvel e seleciono uma música qualquer na infinita Playlist do meu celular. Não quero uma voz que tenho costume de ouvir, procuro o diferente em meio a uma vida cercada de coisas iguais, monótonas e rotineiras. Usando de toda sinceridade que se encontra em mim, não quero lembranças suas, logo desejo manter distância de qualquer melodia que tenha sido indicação sua ou qualquer letra que tenha sido nossa por esses anos.

Já não sei como é sorrir sem o motivo ser você, almoçar sozinha sem encontrar do outro lado da mesa seus olhos me fitando e assistir um filme no cinema sem ser você quem compra as pipocas. Viver para mim virou uma tarefa a dois, coisa que nesse momento não deve mais ser mais levada como uma certeza. Agora na íntegra somos apenas eu e eu. Mas não me sinto sufocada como deve estar pensando, não tenho minha respiração descompassada como quando tinha você do lado porém ela está leve, no ritmo normal para me manter viva. Necessito me encontrar nesse emaranhado que se tornou minha vida e sentir novamente que tenho capacidade de estar sozinha. Talvez eu tenha perdido a prática dessa vida só, mas não apagaria os momentos em que estive com você, foram ótimos, únicos e memoráveis, mas hoje são apenas lembranças e devem permanecer assim.

A chuva que cai lá fora traz uma temperatura bem baixa para a cidade, nada que se compare a quantos panos quentes terei que colocar sobre mim para me sentir aquecida novamente. Todo fim é difícil, mas como é comigo insisto em dizer que é mais ainda. Nunca em toda minha vida pensei que um simples balançar de cortinas pudesse me trazer tantas memórias de um tempo bom, com alguém melhor ainda e que seu perfume está vivo rondando pelos ares. Sinto uma imensa nostalgia vendo que o tempo nublado me faz ter vontade de me esconder embaixo das cobertas e juntamente me faz querer pedir para a vida atrasar um pouco, me dando mais um pouco de prazo para poder me acostumar com tudo isso.

Olho no relógio e vejo que ainda são 7:00 da manhã. Termino de me deliciar com o chocolate quente e deito minha cabeça no travesseiro, percebendo que uma leve dor de cabeça começa a surgir. Fecho os olhos e desejo mentalmente que ela vá embora, porque já tenho problemas e dores demais para superar e não preciso de mais uma. Logo o sono vem me acompanhar e vou relaxando meu corpo e mandando embora qualquer pensamento derrotista que possa surgir. É, ficar sozinha não é tão ruim assim, só  preciso me acostumar novamente com a ideia de que eu sou uma ótima companhia . 

E você, já esteve nessa situação de (re)começo? 

Deixem seus comentários.



Fiquem com Deus e até mais! 


10 comentários:

  1. Adorei o post!!!
    Gosto bastante do seu blog, sempre com histórias
    legais =)

    http://maisdicassempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba! Fico feliz que goste de vir aqui.
      Obrigada pela visita e pelo comentário.
      Beijos!

      Excluir
  2. Amei o texto, e em como os sentimentos da personagem é desenvolvido...
    http://amandahauane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Meeeeu Deus?! Que texto é esse?!
    Me identifiquei desde o título ao final.
    Adorei... acho que perdi a prática de viver sozinha. :/

    Beijos
    http://vestibulandaguerreira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha que bom que se identificou e gostou do que escrevi.
      Sempre é bom ficar um pouco sozinha mesmo estando em um relacionamento, faz falta ver como é estar consigo mesma.
      Beijos!

      Excluir
  4. Uau, cada parágrafo foi mais envolvente que o outro.
    É uma sensação terrível a de recomeçar, porque a princípio nem sabemos por onde começar, mas as vezes é necessário.
    Mas como você disse, "sou uma ótima companhia", só nós nos entendemos, estamos sempre com nós mesmos (óbvio) e só nós sabemos da nossa dor, então é possível levantar e começar quantas vezes forem necessárias ^-^

    www.normaldemais.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!!
      Era isso que eu queria passar para vocês! Recomeçar não é fácil, como você lembrou nos deparamos com a dúvida: "Começar por onde?", mas quando estamos com nós mesmos, refletimos sempre achamos um jeito de seguir em frente... quantas vezes forem necessárias *-*

      Beijos!!

      Excluir
  5. Oi Thayná,

    Já me identifiquei com o texto sim, mas confesso que foi um processo menos complicado e no fim, acabei me redescobrindo. Difícil achar por onde começar? Com certeza, mas acredito que quando enfim encontramos, o resultado pode ser maravilhoso! Precisamos trabalhar em melhorar sempre nossa própria companhia.

    Te coloquei na minha sessão de blogs do amor. :)

    Beijos!
    janeladesorrisos.com

    ResponderExcluir
  6. Sou uma ótima companhia desde 1998 hahaha. É bom crescer sem ter essa dependencia de ter alguém além de você mesma, óbvio que uma hora você sente falta de algo que nunca teve, mas é bom.
    Ótimo texto!

    www.verifiqueapagina.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por ler o post, espero que tenha gostado. Deixe o link do seu blog para retribuir a visita.Venha mais vezes por aqui, vai ser um prazer ter você como leitor(a).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Sonhos na bolsa © 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayná Soares.
Desenvolvido por:
imagem-logo