Image Map

27/05/16

Me deixa ser do jeito que sou.




Eu já desejei a antecipação. Queria o futuro presente no agora, só pra vida passar mais rápido. Hoje, eu quero a mansidão. Prefiro a despretensão, a vivência de cada momento da forma mais intensa que puder. Será que a partir desse momento, dá para entender e respeitar a calma que vive em mim?

Meu ex deve achar que fez bem se separando de mim e que se livrou de uma futura louca, minhas amigas pensam que eu preciso ir ao médico, que não estou “batendo bem das ideias” ou qualquer absurdo semelhante. Não acreditam que perderam a companheira de bebidas atrás de bebidas, que só queria que todos vissem que ela sabia se misturar e que fazia com que esses mesmos outros a achassem um exemplo de pessoa a seguir: aquela que era espontânea. Mal sabiam que de espontaneidade os meus atos não tinha nada. Bem que dizem que da sua verdade você mesmo sabe, ninguém mais.

24/05/16

O que foi de nós?




Eu tinha medo de te esquecer e parar de sentir meu coração acelerado de um jeito bom, de te guardar nas fotos e não querer te ver pessoalmente. Eu não queria que isso tudo passasse no momento em que eu senti que já estava passando. Fiz de tudo, escutei as nossas músicas, lembrei do som da sua risada e fiquei insistentemente ouvindo os áudios que me mandou só para fazer com que o seu timbre me fizesse sorrir novamente. O que eu temia estava acontecendo lentamente e eu nada podia fazer, você, nada queria fazer.

22/05/16

Nails: azul com flores brancas.

Oi gente, tudo bem? Espero que sim, comigo está tudo bacana.

Confesso que a unha de hoje eu fiz na correria, porque eu não sabia o que fazer de decoração. Às vezes eu fico meio assim e olhando as películas que eu recebi lá da Dani Películas, vi essa com designer de flores e pensei: é essa! Só que aí veio o pensamento de como combiná-la com um esmalte. Porém não houve nenhuma complicação, apenas escolhi o azul marinho da Novo Toque e tudo fluiu bem. Mas Thay, a película não manchou com a cor do esmalte quando você a aplicou? Claro que não! Acho que já comentei com vocês no primeiro post que essas películas tinham ganho um espaço na minha vida, após eu perceber que elas não tinham esse defeito de transferir a cor do esmalte. Vamos combinar que é super difícil encontrar uma que não faça isso, né? Pode confiar que essa não vai te decepcionar.

17/05/16

Depois das 24 horas, começa um novo dia.



Eu quis desfazer os laços, parar de viver todos os dias as mesmas coisas, criar novos sonhos aposentando os antigos que hoje já não fazem mais sentido. Fui refeita e me construí do jeito que eu queria e não da forma como queriam que eu fosse. Abandonei os sorrisos forçados, contidos e decidi arriscar a sorrir de verdade não me preocupando se o pessoal da mesa ao lado fossem me olhar torto. Se não querem ser reais, não sejam. Mas respeitem quem quer ser. Sei que não agrado metade do mundo, mas com todo o respeito, isso pouco me importa, não me afeta saber que há pessoas que detestam minha verdade e não aguentam me ver chegando. Caso não queiram me ver, a porta está aberta. Porém não esperem que eu vá mudar meu percurso só porque vocês estavam no meio do caminho, sou capaz ainda de cumprimentar sem vergonha alguma, quem tem o que temer que tema. Coisa que não é o meu caso.

13/05/16

Saudade gostosa,essa que você deixou.



Se tem uma coisa que eu sentia saudade é da felicidade que eu sentia. Ô, e como tinha! Vontade de sorrir novamente até as bochechas doerem e pedirem arrego para esse sorriso que atualmente voltou a habitar grande parte do meu rosto. Sabe, não é que as coisas estivessem cinza e que eu não encontrasse motivos para ser feliz, longe disso! Mas você sabe, a vida às vezes nos repreende demais e somos pegos de surpresa nessa teia de desmotivações que ela sem percebermos, constrói ao nosso redor. Eu estava assim, por muito tempo vivi assim.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Sonhos na bolsa © 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayná Soares.
Desenvolvido por:
imagem-logo